Queen II

Ontem fui ao shopping e percebi que a crise mundial chegou ao preço dos CD’s. A valorização do dólar acabou por aumentar o preço da grande maioria dos discos.

Ainda assim, consegui ser um dos últimos dos moicanos. À tempos os CD’s do Queen nas Lojas Americanas custam R$14,90. E ontem, comprei o Queen II, segundo álbum da discografia da banda. E só consegui por que a etiqueta ainda não tinha sido trocada, porque na hora de passar o código de barras, queriam me cobrar R$16,90. Bati o pé e levei pelo preço da etiqueta. Mas sei que a mamata acabou, pelo menos até o dolar abaixar.

O disco, ao invés de ser dividido em Lados A e B (no vinil, óbvio), é dividido em White Side (lado branco) e Black Side (lado preto). Isso por que a temática das músicas é clara: enquanto o primeiro lado tem as músicas mais emotivas, o segundo apresenta temas sobre fantasias e freqüentemente falando sobre temas obscuros.

Uma das coisas mais legais do disco é a sua capa, a famosa foto de Mick Rock, com a cabeça dos quatro integrantes formando um losango sobre um fundo preto. Quem já viu o clipe de Bohemian Rhapsody sabe do que estou falando…

A qualidade das músicas do disco é excelente. Embora muito diferente da fase mais, digamos, pop da banda, quando já possuia milhares de fãs ao redor do globo, o disco mostra claramente as maiores virtuosidades dos seus integrantes: Mercury arrebenta, mostrando por que foi um dos maiores (o maior?) vocalista de todos os tempos; Brian May compôs praticamente todo o Lado Branco, além de dar um show em Seven Seas of Rhye; Roger Taylor compôs e arrebenta em The Loser in the End, faixa que encerra com louvor o Lado Branco, e John Deacon toca praticamente todos os violões e baixos de todas as faixas.

O disco foi o primeiro da banda a chegar no Top 5 das paradas britâncias. O começo do domínio mundial havia começado…

Lado Branco:

  1. “Procession” (May) – 1:12
  2. “Father to Son” (May) – 6:14
  3. “White Queen (As It Began)” (May) – 4:33
  4. “Some Day One Day” (May) – 4:21
  5. “The Loser in the End” (Taylor) – 4:01

Lado Preto:

  1. “Ogre Battle” (Mercury) – 4:08
  2. “The Fairy Feller’s Master-Stroke” (Mercury) – 2:41
  3. “Nevermore” (Mercury) – 1:17
  4. “The March of the Black Queen” (Mercury) – 6:33
  5. “Funny How Love Is” (Mercury) – 2:48
  6. “Seven Seas of Rhye” (Mercury) – 2:48
Anúncios

~ por wilbor em novembro 7, 2008.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: